Os Leigos Boa Nova são jovens em Missão: anunciar Jesus Cristo, servir os mais pobres do mundo e promover a solidariedade, o desenvolvimento, a justiça e a paz.

.posts recentes

. D. António Couto vai apre...

. Conferência sobre Volunta...

. Ceia de Natal Comunitária

. Concurso de Ideias para a...

. Jornadas Missionárias 201...

. Pontes de Comunhão em Moç...

. "SER CRISTÃO É SER MISSIO...

. Voluntários partem em Mis...

. Espectáculo de Solidaried...

. É urgente agir a partir d...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

Sexta-feira, 28 de Abril de 2006

"O missionário é o homem da caridade"

"O missionário é o homem da caridade: para poder anunciar a todo o irmão que Deus o ama e que ele próprio pode amar, ele terá de usar de caridade para com todos, gastando a vida ao serviço do próximo. Ele é o « irmão universal », que leva consigo o espírito da Igreja, a sua abertura e amizade por todos os povos e por todos os homens, particularmente pelos mais pequenos e pobres. Como tal, supera as fronteiras e as divisões de raça, casta, ou ideologia: é sinal do amor de Deus no mundo, que é um amor, sem qualquer exclusão nem preferência."
in Redemptoris Missio, n.89
publicado por Sérgio Cabral às 17:56
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Abril de 2006

"Uma Visão para a Cooperação Portuguesa"

Foi apresentado pelo Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação o documento "Uma Visão para a Cooperação Portuguesa" o qual pode ser consultado no seguinte endereço: http://www.ipad.mne.gov.pt/images/stories/Publicacoes/Visao_Estrategica_editado.pdf

 

 

A MISSÃO DA COOPERAÇÃO PORTUGUESA:

A missão fundamental da Cooperação Portuguesa consiste em contribuir para a realização de um mundo melhor e mais estável, muito em particular nos países lusófonos, caracterizado pelo desenvolvimento económico e social, e pela consolidação e o aprofundamento da paz, da democracia, dos direitos humanos e do Estado de direito.

 

 

“O documento de orientação estratégica aprovado pelo Governo Português, sob coordenação do Ministério de Negócios Estrangeiros mas com o importante contributo de numerosos outros ministérios, e contando com a opinião de um alargado conjunto de actores da sociedade civil, pretende servir de guião para a Cooperação Portuguesa para os anos mais próximos. Nele se sublinha a importância de trabalhar no âmbito dos mais importantes consensos internacionais, utilizando os recursos nacionais para alavancar outros contributos que possam igualmente concorrer para combater a pobreza e promover o desenvolvimento, particularmente na África lusófona e em Timor. Evitando qualquer tipo de centralização asfixiador, o documento aponta para mecanismos de concertação que possam evitar a dispersão dos esforços nacionais de cooperação para o desenvolvimento, valorizando a coordenação dos múltiplos e variados contributos da sociedade portuguesa. E no plano interno são referidas as reformas metodológicas necessárias para que a eficiência e eficácia dos recursos afectados à Ajuda Pública ao Desenvolvimento sejam maximizados.”

 

João Gomes Cravinho (Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação)

publicado por Sérgio Cabral às 22:08
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 22 de Abril de 2006

Seminário «Dinheiro Limpo»

27 de Abril pelas 14:30 | ISCTE, Auditório 1

 

Sabemos que é possível acabar com a pobreza no mundo. Mas onde é que podemos encontrar os recursos necessários para lidar de forma definitiva e eficaz com a luta contra a pobreza? Onde é que vamos buscar os recursos, de maneira sustentável, necessários para combater a fome, o analfabetismo, a sida, a malária, etc?

A Oikos e o ISCTE convidaram o Sony Kapoor para nos ajudar a encontrar algumas respostas para estas questões no dia 27 de Abril pelas 14:30 no Auditório 1 do ISCTE.

Sony Kapoor é um especialista em finanças internacionais e desenvolvimento com experiência na banca de investimento e no mercado de derivados. Trabalha actualmente com ONG e think tanks internacionais.

Sony liderou uma iniciativa internacional para o cancelamento da dívida multilateral dos países mais pobres e tem trabalhado activamente na procura de soluções financeiras inovadoras para o desenvolvimento, justiça tributária e fuga de capitais.

Sony é licenciado em Engenharia Química pelo prestigiado Indian Institute of Technology, tem um MBA em Finança e um MSC em Finanças Internacionais pela London School of Economics.

 

Ajuda

«Por cada dólar de ajuda que entra nos países em desenvolvimento, 10 saem como fuga de capitais. Muito deste "crime contra a Humanidade" é facilitado por bancos, empresas multinacionais e centros financeiros nos países ricos.»

Sony Kapoor

  

Dívida dos países pobres

«A questão já não é se eles conseguem pagar. Só conseguiriam à custa de milhões de vidas. A questão é se eles devem pagar. A resposta, num grande número de casos, é não. Grande parte da dívida foi contraída por regimes ditatoriais e, portanto, é ilegítima.»

Sony Kapoor

  

Novas fontes de financiamento

«O mundo onde 300 mil norte-americanos ganham mais do que 3 mil milhões de pessoas (mais de metade da população mundial) é injusto, insustentável e instável. Precisamos de um mecanismo de redistribuição internacional, semelhante aos que já existem a nível nacional. Taxas internacionais sobre as viagens aéreas, a compensação ambiental, a especulação financeira e o comércio de armas são os primeiros passos nessa direcção.»

Sony Kapoor

 

Para mais informações:

Luís Mah 919670642

 

publicado por Sérgio Cabral às 17:01
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 15 de Abril de 2006

Feliz Páscoa!

publicado por Sérgio Cabral às 21:35
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 2 de Abril de 2006

"É preciso começar por cada um de nós." (43.º Encontro dos LBN)

Acabámos de estar reunidos em Encontro Nacional no Seminário da Boa Nova em Valadares. Por variadas razões pessoais, o número de participantes acabou por ser reduzido (cerca de 20 pessoas). Talvez se tenha que repensar a estrutura dos encontros para que a maior parte das pessoas possa participar.

 

Saliento:
- A reflexão acerca da Quaresma: o que é, e como deve ser vivido,  a partir de um olhar para outras formas de vivência quaresmal em África, no Brasil e Japão; e da carta de Bento XVI sobre a Quaresma e o verdadeiro desenvolvimento dos povos.
- "S. Paulo como Modelo de Missionário", uma abordagem, que o P. António Couto, Superior da Sociedade Missionária da Boa Nova, fez acerca deste Apóstolo de Cristo que cria uma rede de bons cooperadores para a necessidade da evangelização.
- Para nos falar do papel das ONGD no desenvolvimento de Moçambique, esteve connosco o Dr. Carlos Manhiça, Vice-Cônsul de Moçambique em Portugal. De uma forma muito afável, explicou-nos as prioridades do governo Moçambicano para o desenvolvimento de Moçambique: em primeiro lugar, uma melhor educação e saúde; libertar as cidades do excesso de pessoas, criando novos pólos de desenvolvimento nos espaços rurais; atrair mais empresas estrangeiras; desenvolver o turismo; incentivar o empreendedorismo empresarial nacional; entre outras. Todas as ONGD que trabalham principalmente no sector da Educação e no da saúde de uma forma séria são muito bem-vindas e Moçambique agradece.

 

De tudo gostaria de citar um excerto da Carta Pastoral do Cardeal Karl Lehmann, Arcebispo de Mainz, por ocasião dos 1250 anos da morte de S. Bonifácio, Apóstolo da Alemanha e que foi proferido pelo P. Couto neste encontro, relativamente à questão da Evangelização:

 

«Tornámo-nos um mundo velho. Deixámo-nos vencer pelo cansaço (...). é necessário um radical revigoramento missionário da nossa Igreja. Não se trata apenas de reformar as estruturas. É preciso começar por cada um de nós. Se não estivermos entusiasmados pela profundidade e pela beleza da nossa fé, não podemos verdadeiramente transmiti-la nem aos vizinhos nem aos filhos nem às gerações futuras. (...) É necessário também ganhar outras pessoas para a nossa fé cristã e arrastar os cristãos que cederam ao cansaço ou que até abandonaram a Igreja (...) Devemos difundir verdadeiramente o Evangelho de casa em casa, de coração a coração».

 

publicado por Sérgio Cabral às 21:56
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

.Webstats4U

blogs SAPO

.subscrever feeds