Os Leigos Boa Nova são jovens em Missão: anunciar Jesus Cristo, servir os mais pobres do mundo e promover a solidariedade, o desenvolvimento, a justiça e a paz.

.posts recentes

. D. António Couto vai apre...

. Conferência sobre Volunta...

. Ceia de Natal Comunitária

. Concurso de Ideias para a...

. Jornadas Missionárias 201...

. Pontes de Comunhão em Moç...

. "SER CRISTÃO É SER MISSIO...

. Voluntários partem em Mis...

. Espectáculo de Solidaried...

. É urgente agir a partir d...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

Amaro Ferreira e Francisco de Jesus foram ordenados padres

A igreja católica ficou mais enriquecida com a ordenação de dois jovens padres. Amaro Ferreira, natural de Oliveira de Azeméis, e Francisco de Jesus iniciam agora uma missão de evangelização e amor. O bispo auxiliar de Braga, D. António Couto, presidiu à cerimónia, na que foi a sua primeira experiência.


A moldura humana presente na igreja matriz de Oliveira de Azeméis deixava antever um momento de alegria e solenidade que a paróquia estava na iminência de testemunhar. Cerca de mil fiéis aplaudiram, em uníssono, a ordenação presbiteral dos jovens Amaro Ferreira, um oliveirense de gema, e Francisco de Jesus, natural de Valadares. A cerimónia foi presidida pelo bispo auxiliar de Braga, que constituiu também a sua primeira experiência.
D. António Couto sublinhou que, felizmente, entre “os filhos da igreja há sempre alguns que se dedicam a servir”, deixando uma palavra à família destes dois jovens, pelo facto de os ter orientado para o caminho de Cristo, e à sociedade missionária da Boa Nova, por ser “um sinal da abertura do coração ao mundo”.


“O dedo de Deus está nestes jovens”

Segundo o bispo auxiliar de Braga, “a igreja de Deus deve ser sempre pequena e humilde para se poder ver sempre a grande Graça”. Continuou, dizendo que “é no Amaro e no Francisco que está o dedo de Deus”. Porém, “não deviam ser só eles, mas todos nós a levar, a este mundo, a bondade e a paz”. Para D. António Couto, a sociedade está, cada vez mais, enriquecida de coisas materiais, “mas tão vazia de paz, amor, alegria e esperança”.
Perante um mundo que vive tão descrente e desligado da vida cristã, o bispo auxiliar fez um apelo para que “a Quaresma sirva para deixarmos entrar Deus”. E, apesar da igreja matriz estar repleta, “há mais pessoas lá fora e são essas que devem estar na nossa mente, para lhes acendermos o coração com a luz de Cristo”.


“O Cristianismo está lá fora”

O maior desafio apresentado por D. António Couto passa, então, por conduzir o Homem para o caminho de Jesus. No entanto, diz que todos os mensageiros da palavra de Cristo não podem ficar fechados dentro da igreja, pois “a beleza do Cristianismo está lá fora”. E, desta forma, “a dedicação destes dois jovens ao sacerdócio e à boa missão” acaba por ser um sinal de que ainda se pode mudar o rumo das coisas.

No ritual de ordenação, os eleitos Amaro Ferreira e Francisco de Jesus manifestaram, perante a assembleia, o propósito de receber este ministério. Depois de se terem prostrado, o bispo impõe as mãos sobre a cabeça de cada um dos eleitos. De seguida, todos os presbíteros presentes, de estola, repetem o mesmo gesto. Terminado o ritual, os ordenados ajudam na prossecução da cerimónia religiosa.

 

O destino é o serviço

O reitor do Seminário de Cucujães, em nome dos Missionários da Boa Nova, deixou também algumas palavras. O padre Albino dos Anjos recordou que a história do Instituto português de vida apostólica de clérigos e leigos conta já com mais de 70 anos. Dirigindo-se aos presbíteros, sublinhou que “o destino da vossa ordenação é para o serviço. Aqui e agora ou quem sabe além-mar”. Segundo o reitor, estes dois sacerdotes têm o seu trabalho e a sua missão à espera.

O padre Albino dos Anjos agradeceu a todos os membros da paróquia que trabalharam para que este dia ficasse na memória de todos, bem como à família dos novos presbíteros que entregou um ente querido ao seminário e à vida religiosa. Elogiou, ainda, a atitude humilde e simples de D. António Couto que, através da sua palavra, moldou pela sabedoria estes novos membros da igreja.

.

Apelo aos jovens

O pároco da cidade de Oliveira de Azeméis encontrava-se emocionado com o dia de festa que a paróquia estava a viver. “Dou graças a Deus pelos padres Amaro Ferreira e Francisco de Jesus”, disse o padre Albino Fernandes, acrescentando que “mesmo num mundo de tentações, estes dois jovens caminharam em frente”. Desta forma, apelou à vinda de mais jovens para “os passos da alegria”, porque tem a certeza de que “fazemos parte de uma igreja maravilhosa”.


Padre Amaro Ferreira ruma a Moçambique

O novo presbítero Francisco de Jesus espera que todos os seus gestos expressem as palavras de Jesus, pois “é só com a alegria de Cristo que conseguimos viver em plenitude”. Este jovem padre continuará a trabalhar em Portugal, já o padre Amaro Ferreira rumará a Moçambique no próximo mês de Junho.

O jovem oliveirense agradeceu a Deus o dom do sacerdócio, frisando que pretende expor a sua oblação em terras mais pobres. A sua ida para Moçambique não é um sacrifício. “Vou para dar a minha vida e levo comigo a minha família, os meus amigos e Oliveira de Azeméis”, advogou o padre Amaro Ferreira, que deixou uma palavra de agradecimento à mãe, aos avós e tios, sem esquecer o padre Albino Fernandes, “pela liberdade com que sempre me deixou voar”, aos acólitos da paroquia e aos que vieram de perto e de longe. O presbítero esteve, recentemente, a trabalhar nas paróquias de S. João de Ovar, S. Vicente Pereira e Cucujães. Agora, a par dos compromissos pastorais que ainda tem de desenvolver, vai começar a tratar de todos os pormenores para partir em direcção a África.

 

Fotos: Sérgio Cabral | Texto: Patrícia Santos (in Correio de Azeméis – 12/02/2008)

publicado por Sérgio Cabral às 16:52
link do post | comentar | favorito
|

49.º Encontro Nacional dos LBN

No passado fim-de-semana realizou-se no seminário Cucujães (Oliveira de Azeméis) o 49.º Encontro Nacional dos LBN sob o tema “Missão e Esperança”. Foi convidado especial para nos ajudar na reflexão desta tema Bernardino Silva, Presidente da Comissão Arquidiocesana de Braga Justiça e Paz, com experiência de voluntariado na Índia, Paquistão, São Tomé e Príncipe, Brasil, Quénia e Angola, e autor do Livro “Lugares e Instantes” (www.lugareseinstantes.com).

Participaram, também, neste encontro as recém-chegadas voluntárias de Angola (Andreia e Sandra) que no domingo de manhã deram o seu testemunho e avivaram, com alegria e carinho, a comunhão do grupo LBN.

Da parte da tarde de domingo, os LBN participaram na Igreja Matriz de Oliveira de Azeméis na Ordenação Sacerdotal do Amaro Ferreira e do Francisco de Jesus.

publicado por Sérgio Cabral às 16:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

.Webstats4U

blogs SAPO

.subscrever feeds