Os Leigos Boa Nova são jovens em Missão: anunciar Jesus Cristo, servir os mais pobres do mundo e promover a solidariedade, o desenvolvimento, a justiça e a paz.

.posts recentes

. D. António Couto vai apre...

. Conferência sobre Volunta...

. Ceia de Natal Comunitária

. Concurso de Ideias para a...

. Jornadas Missionárias 201...

. Pontes de Comunhão em Moç...

. "SER CRISTÃO É SER MISSIO...

. Voluntários partem em Mis...

. Espectáculo de Solidaried...

. É urgente agir a partir d...

.arquivos

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Maio 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

Jornadas Missionárias 2010 - "Espírito Santo e Missão"

Entre os dias 17 e 19 de Setembro, alguns membros da "Família Boa Nova" marcaram presença nas Jornadas Missionárias, este ano tendo como tema central o "Espírito Santo e a Missão", conforme atesta a foto de família.

Das conclusões, vale a pena realçar o seguinte:

 

1 - O Espírito Santo é o primeiro agente da Missão. É Ele que dinamiza a comunhão entre Deus e a humanidade, entre o evangelizador e o evangelizado.

 

2 - A missão (deve ser entendida) como uma necessidade teológica ao lado das afirmações centrais da fé: Cristo tinha de sofrer, ressuscitar e ser anunciado a todos os povos (Lc 24,44-47). Os discípulos são enviados (“Ide”) a ir ao encontro das pessoas (Lc 10,3) e não a esperar passivamente que elas venham ter com eles.

 

3 - O sujeito da Missão é a Igreja local e deve criar dinamismos internos e formativos que manifestem melhor a sua natureza missionária.

Por isso, os participantes destas Jornadas Missionárias, decidiram: 

  1. Agradecer à Conferência Episcopal a publicação da Carta Pastoral “Para um rosto missionário da Igreja em Portugal”, em Junho de 2010, no seguimento do que foi pedido pelo Congresso Missionário de 2008;
  2. Saudar a iniciativa do caminho sinodal “Repensar juntos a Pastoral da Igreja em Portugal ” e sugerir que se tenha em consideração a carta pastoral sobre a Missão;
  3. Pedir às Dioceses e Paróquias que promovam as estruturas dinamizadoras da Missão, previstas na carta pastoral: Centros Missionários Diocesanos e Grupos Missionários Paroquiais;
  4. Fomentar, na Igreja, iniciativas de formação que levem à experiência do encontro com Cristo vivo e formem discípulos fiéis e missionários apaixonados.
  5. Promover, junto dos seminaristas e dos sacerdotes diocesanos, formação e experiências missionárias em Igrejas irmãs de outros países. Incentivar os Institutos Missionários e as Obras Missionárias Pontifícias a facilitar estas experiências e a formação missionária ad gentes.
  6. Animar os institutos missionários a integrarem-se na dinâmica pastoral da Igreja local, com a riqueza dos seus carismas, procurando metodologias de acção renovadas. 
  7. Estimular a alegria e a generosidade dos leigos, especialmente dos jovens, que todos os anos, e cada vez em maior número, doam um pouco da sua vida ao mundo missionário.
  8. Apoiar a iniciativa da Rede Fé e Desenvolvimento, coordenada pela FEC, em promover a oração e o acompanhamento da Cimeira da ONU sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, de 20 a 22 de Setembro de 2010, em Nova Iorque.
publicado por Sérgio Cabral às 23:08
link do post | comentar | favorito
|

Pontes de Comunhão em Moçambique

Durante o mês de Agosto, um grupo de 12 Voluntários dos Leigos Boa Nova partiu para Moçambique para desenvolver uma acção missionária, sobretudo na área da Educação não formal e na Pastoral, em 4 comunidades bem distintas entre si (Chibuto, Malema, Maputo e Pemba), quer em termos geográficos, quer em termos culturais, mas que se unem no fundamento das suas vidas, que é Cristo.

Em Maputo, a acção foi centrada no apoio ao Centro Social de Mavalane e ao Lar de Idosos de Hulene. Quer no Chibuto, quer em Malema, a pastoral de visita às Comunidades e a formação cristã foram as actividades que desgastaram mais energias. Já em Pemba, a acção centrou-se no apoio a estudantes, às crianças e monitoras das escolinhas e na formação de jornalistas para a criação de um jornal diocesano. A comunhão estabelecida entre os 12 membros do grupo repartiu-se em 4 para estabelecer mais comunhão. Mais comunhão com os outros de lá (que agora também já são de cá), mais comunhão connosco de cá (que agora também já passamos a ser de lá), mais comunhão com Cristo, pois é Ele a grande Ponte de Comunhão, que a todos preside e que a todos se oferece.

Veja de seguida um documentário sobre a acção dos LBN em Pemba durante este verão.

 

 

 

publicado por Sérgio Cabral às 22:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.links

.Webstats4U

blogs SAPO

.subscrever feeds